Brava: Presidente da Câmara Municipal reconhece algum retrocesso nas ligações marítimas

12 de janeiro de 2022

A+ A-

Os bravenses estão a dormir com o “credo na boca”, tudo porque nenhuma embarcação está a pernoitar no porto de Furna e se acontecer alguma emergência não há como sair da ilha,  o desabafo é do Presidente da Câmara Municipal da Brava. Francisco Walter Tavares reconhece algum retrocesso, nas ligações marítimas entre a ilha Brava – Fogo e a Cidade da Praia, desde finais de outubro. 

A outra inquietação do Presidente da Câmara Municipal da Brava prende-se com o aumento de casos de Covid-19 na ilha das Flores. Francisco Tavares apela a adesão dos bravenses à campanha de vacinação em curso.



Artigos Relacionados