Adeco quer perceber aumento do preço dos transportes em São Vicente

30 de abril de 2022

A+ A-

A Adeco disse entender que o aumento dos preços dos transportes é exponencial e requisitou o estudo da Agência de Reguladora Multissectorial da Economia para perceber o porque do aumento ser maior em São Vicente - em termos percentuais - o preço sobe 5% na Praia e 7 % no Mindelo.

Com este estudo técnico, económico e financeiro a Associação poderá também, segundo o Vice-Presidente, buscar e propor eventuais soluções que aliviem a carga no bolso dos cabo-verdianos.

Eder Brito elucida os consumidores: parece pouco, mas o aumento dos preços é exponencial. A Associação dos Consumidores quer também perceber o porque dos bilhetes em São Vicente serem 2% mais caros que na Capital.

O preço dos bilhetes depende da conjugação de duas variáveis: o custo por quilometro e o índice de passageiros por quilómetros, a última atualização tinha sido em 2020 que ditou uma descida de um escudo na Praia e a manutenção do preço em São Vicente, agora em 2022 as tarifas aumentam nos dois centros urbanos. 

Outro aspeto que merece a analise e preocupação da Adeco é a questão do troco. Brito esclarece que não existe em Cabo Verde uma lei que obrigue a dar o troco, mas o consumidor não pode, nem deve, pagar mais do que aquilo que esta estabelecido. 

Quanto a soluções ou formas de aliviar o peso no bolso dos cabo-verdianos, Eder Brito prefere esperar o estudo da ARME que ditou o aumento dos preços para uma análise económica e financeira que ajudem a propor alternativas ao preço agora apresentado.

 

RTC Online, com RCV

Artigos Relacionados

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios